São Paulo começa a reabertura de restaurantes, bares e lojas de bebidas

Acabamos de completar pouco mais de cem dias de quarentena em São Paulo por conta do Coronavírus e um dos segmentos mais afetados sem dúvida foi o de bares, restaurantes e lojas de bebidas. Mas agora parece que o setor pode ver uma luz no final do túnel com a reabertura das casas, seguindo protocolos rigorosos para proteger tanto os clientes quanto os funcionários. No caso de lojas de bebidas, essa reabertura aconteceu dia 11 de junho, junto com o comércio em geral e os shoppings centers. No dia 6 de julho, foi a vez de bares e restaurantes que puderam abrir ao público com restrições. Durante esse período, a maioria das empresas acabou investindo no sistema de delivery ou de retirada.

No caso do segmento de bebidas alcóolicas, se por um lado o seu maior canal de distribuição – bares e restaurantes – foram extremamente afetados, por outro lado, o consumo de vinho e destilados pelo consumidor final aumentou expressivamente desde que as medidas de distanciamento social foram implantadas. Não foi tão raro ver postagens nas redes sociais de pessoas em casa com uma bela taça, um lindo gin tônica ou mostrando suas garrafas pela metade. 

Como as pessoas não podiam mais ir a bares e restaurantes, elas mudaram essa ocasião de consumo para o próprio lar. Isso fez com que o e-commerce e também a adesão pelos apps de entrega fossem essenciais para atender a essa nova demanda. E esse serviço de entregas está sendo mantido mesmo após a reabertura das lojas, é um novo nicho de mercado que deve dar lucro por mais algum tempo, enquanto as pessoas ainda estiverem em casa. Nesse momento de reabertura a expectativa de que as pessoas voltem aos poucos a frequentar as lojas é bem grande, mas sem esquecer do cuidado redobrado com a limpeza dos produtos, pisos, o uso de máscara obrigatório por clientes e funcionários. Outro ponto positivo é a volta do consumo de bebidas em restaurantes e bares, estabilizando aos poucos esse canal de distribuição tão importante.

Nos restaurantes e bares, esse foi um momento de se reinventar e criar uma opção atraente para os clientes. A experiência que eles tinham nos estabelecimentos físicos precisava chegar de alguma forma nas residências. Por conta disso, houve um grande investimento em embalagens e envio de novos produtos como drinks já prontos para beber, menus harmonizados com vinho por exemplo, que mesmo com a reabertura vão continuar a ser aproveitados. Foram muitas as dificuldades, mas essa reabertura está deixando o mercado mais animado.

A expectativa é que os consumidores comecem a voltar gradativamente, mas é importante que eles se sintam muito seguros para que essa demanda cresça com o passar dos dias. As regras de convivência social vão precisar ser adequadas nesse novo momento, com limpeza constante do ambiente; o uso de máscaras obrigatório, álcool em gel disponível em lugares estratégicos; mesas com distanciamento, capacidade reduzida e boa ventilação.

Informação, comprometimento dos consumidores empresas com esse novo normal são imprescindíveis para que todos possamos voltar a esse convívio e principalmente aproveitar com segurança todas as opções do mercado de gastronomia e bebidas que São Paulo oferece para todos os seus moradores e turistas.

Write a response

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
ProWine São Paulo © 2021 | +55 11 2365-4313 | info@emmebrasil.com.br
Close
wpChatIcon
Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram
%d blogueiros gostam disto: